Polônia escondeu evidências de acidente aéreo que matou presidente em 2010

Café com Kremlin

O segundo maior jornal da Polônia, Rzeczpospolita, publicou nesta terça-feira (30/10) uma reportagem de capa afirmando que foram encontrados restos de explosivos nos destroços do avião Tu 154M, que caiu perto da cidade de Smolensk, na Rússia, em abril de 2010. No avião, viajavam altos membros do governo polonês, incluindo o então presidente, Lech Kaczyński. As 95 pessoas a bordo morreram.

Reprodução
Sem citar as fontes, o jornal informou que a perícia encontrou TNT e nitroglicerina nas asas, na cabine e em 30 assentos do avião. Segundo o veículo, a informação vem de fontes confiáveis. “Não podemos dar a fonte por uma questão de segurança”.

Em uma coletiva de imprensa convocada em caráter de emergência, o chefe da Procuradoria Militar da Polônia, Ireneusz Szelag, negou o que ele chamou de “especulações do jornal”, mas confirmou a presença de restos de explosivos. “Os investigadores encontraram vestígios de TNT e nitroglicerina…

Ver o post original 467 mais palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s