Violência » Ataque sírio atinge área de lazer e mata dez crianças

Agência O Globo

Publicação: 26/11/2012 08:41 Atualização:

Um ataque aéreo de forças do governo sírio atingiu uma área de lazer no subúrbio de Deir al-Asafir, em Damasco, matando ao menos dez crianças que brincavam no local, segundo ativistas. Vídeos divulgados no YouTube mostram moradores tentando socorrer os jovens e mães desesperadas tentando reanimar crianças que não resistiram aos ferimentos.

De acordo com fontes da agência BBC, o bombardeio foi realizado por um caça MiG, que lançou uma bomba de fragmentação no local. O subúrbio de Deir al-Asafir, a 12 quilômetros do centro da capital, é controlado por forças rebeldes e estava em conflito com forças do governo. As crianças teriam saído depois de oposicionistas terem acordado uma trégua com os militares.

Bombardeio atingiu diretamente a área de lazer onde as crianças brincavam. Nos vídeos divulgados por ativistas, corpos de duas meninas são encontrados no meio da rua e os outras duas crianças mortas são colocadas no banco de trás de um veículo estacionado nas proximidades. Outras crianças feridas foram levados imediatamente para receber atendimento médico.

O Observatório Sírio para Direitos Humanos, com sede no Reino Unido, disse que o bombardeio da aldeia deixou oito crianças mortas. Um outro grupo ativista, o Conselho do Comando Revolucionário disse que dez crianças foram mortas quando brincavam ao ar livre durante a incursão dos aviões no local.

Rebeldes tomam mais base militar nos arredores de Damasco

Rebeldes sírios capturaram no domingo uma base de helicópteros na periferia da capital, no que um ativista qualificou de um golpe à moral do regime perto da sede do poder do presidente Bashar Assad.

A tomada da base mostra como os insurgentes estão avançando por Damasco e seus arredores, embora de terem sido superados pelas forças do governo. Os rebeldes também recentemente dispararam projéteis de morteiro na direção de Damasco.

– Os insurgentes tomaram a manhã de domingo do controle de base Marj al-Sultan, nos arredores de Damasco – disse Rami Abdul-Rahman, diretor do Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Ele informou que pelo menos 15 rebeldes e oito soldados foram mortos nos combates, que começou no sábado. Os rebeldes depois retiraram-se da base.

Aparentemente, os rebeldes procuram atacar bases aéreas para destruir suas aeronaves, a fim de evitar que o regime as use em futuros ataques contra as forças de oposição no país. Os insurgentes não têm formas de se proteger de ataques de helicópteros e aviões de guerra contra suas posições.

Os rebeldes atacaram bases aéreas em várias partes da Síria, principalmente nas regiões do norte de Idlib e Aleppo. No ataque de domingo, os insurgentes usaram granadas para destruir dois helicópteros e um tanque capturado, informou Abdul-Rahman al-Shami e ativista Maat, residente em Damasco. Eles acrescentaram que a base, a leste de Damasco, tem vários radares.

– Este é um duro golpe para o moral do regime, como aconteceu perto do centro da capital – disse Abdul-Rahman. A base é a cerca de 15 quilômetros de Damasco.

Al-Shami disse que os rebeldes deixaram a base, de onde eles tiraram a munição. Ele disse que temia contra-ataques aéreos por parte do regime. A guerra civil síria começou com um protesto pacífico em março 2011 contra o regime de Assad, inspirado por outras revoltas no mundo árabe. A guerra já matou mais de 40 mil pessoas, segundo ativistas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s