Abdução: Uma Realidade Inegável

Durante os últimos 50 anos de ufologia, muitos acontecimentos curiosos e complexos vieram à tona, quebrando a cabeça dos pesquisadores e trazendo traumas às pessoas que participaram do evento. Dentre estes assuntos, um tem chamado mais a atenção dos ufólogos: A abdução, que ficou famosa pelas pesquisas realizadas pelo Sr. Budd Hopkins e pelo livro e depois filme “Intruders”. Sem dúvida, a abdução é um dos acontecimentos mais enigmáticos da ufologia moderna.

Os pesquisadores que já tiveram a oportunidade  de estudar estes casos, sabem o quanto este assunto é complexo, traumático e indecifrável. A abdução consiste na remoção forçada de uma pessoa de um determinado lugar, sendo supostamente levado para o interior de uma nave onde é submetido a algumas experiências traumáticas e, quase sempre, reaparecendo em outro lugar completamente diferente e distante da posição original. A pessoa normalmente permanece em um estado alterado de consciência de forma a não perceber o que esteja acontecendo (muitos abduzidos confirmam que talvez este estado tenha a finalidade de “protegê-los” de traumas futuros). As experiências podem ser de cunho laboratorial (médico/físico ou psicológico) ou apenas de cunho psicológico (contato com os não “greys”). Geralmente, as pessoas possuem pouco ou nenhuma memória sobre o ocorrido, permanecendo apenas um lapso de tempo em sua memória.

A melhor, e talvez a única, forma de conhecer a matéria é se envolvendo com ela. Somente conversando com possíveis abduzidos é que se pode ter a real noção da dimensão deste acontecimento e comprovar que a abdução é muito mais traumática do que se tem alertado. O que se vê são pessoas procurando desesperadamente por ajuda, pois por melhor que sejam os trabalhos realizados pelos ufólogos, apenas as conseqüências tem sido amenizadas, mas a causa ainda é uma incógnita.

Fonte:
http://sigma.br.tripod.com/abducao.htm

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s