Cortes de energia em Chernobyl preocupam Greenpeace

Funcionários supervisionam a instalação de uma estrutura para cobrir a área onde ficava o antigo reator nuclear de Chernobil. Foto: AFP/Archivos Sergei Supinsky  
Funcionários supervisionam a instalação de uma estrutura para cobrir a área onde ficava o antigo reator nuclear de Chernobil. Foto: AFP/Archivos Sergei Supinsky

A usina ucraniana de Chernobyl, onde a explosão de um reator causou a pior catástrofe nuclear da História em 1986, terá seu abastecimento elétrico reduzido nesta quinta-feira, por causa de suas dívidas, o que causou preocupação no Greenpeace.

O grupo privado de energia AES Kievoblenergo anunciou em um comunicado que está “obrigado a restringir a alimentação elétrica para algumas instalações da usina de Chernobyl”.

A usina, que permanece sob vigilância desde o desligamento de seu último reator operacional no ano 2000, acumulou uma dívida de mais de 600 mil euros para seu consumo de eletricidade, segundo a mesma fonte.

A partir da quinta-feira será cortada a luz das garagens da central e “alguns outros locais” até o pagamento da dívida pela usina, destacou à AFP a porta-voz do grupo, Anastasia Iliasevitch.

Consultada sobre se esta decisão traria riscos para a segurança de Chernobyl, onde ainda existem grandes quantidades de combustível nuclear e lixo radioativo, Iliassevicth respondeu que a usina é “responsável por sua própria segurança”.

A ONG de defesa do meio ambiente, Greenpeace, mostrou-se preocupada com estes cortes.

“Não haverá catástrofe global”, declarou Vladimir Chuprov, encarregado do Greenpeace Rússia, citado pela agência de notícias Interfax. “Mas há lugares vulneráveis onde pode haver problemas”, acrescentou.

A explosão do reator 4 da usina de Chernobyl, perto das fronteiras com a Rússia e Belarus, contaminou boa parte da Europa, sobretudo Ucrânia, Rússia e Bielorrússia, então repúblicas da União Soviética.

O reator acidentado foi coberto rapidamente por um sarcófago de cimento, que hoje está fissurado. As obras estão em andamento para construir uma nova cobertura hermética para reduzir a ameaça da radioatividade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s