Enfermeira envolvida em trote sobre Kate Middleton é encontrada morta

Fachada do hospital King Edward VII, em Londres, em 3 de dezembro, quando Kate Middletone ainda estava internada. Foto: Justin Tallis/ AFP Photo  
Fachada do hospital King Edward VII, em Londres, em 3 de dezembro, quando Kate Middletone ainda estava internada. Foto: Justin Tallis/ AFP Photo

Uma enfermeira do Hospital King Edward VII que caiu num trote de uma rádio e passou informações sobre o estado de Kate Middleton foi encontrada morta. O hospital informou que ela se chamava Jacintha Saldanha e era uma enfermeira de primeira classe. Segundo a imprensa britânica, a polícia suspeita de suicídio.

A polícia foi chamada às 9h35m após uma mulher ser encontrada inconsciente no centro de Londres. Jacintha, de 46 anos, estava numa rua perto do hospital onde a duquesa passou três noites internada com fortes enjoos devido à gravidez. Os paramédicos tentaram reanimá-la, mas ela morreu no local.

De acordo com a polícia, a causa da morte não está clara, mas os agentes não acreditam em homicídio. Num comunicado, o hospital informou: “É com grande tristeza que confirmamos a trágica morte de um membro da nossa equipe de enfermagem, Jacintha Saldanha. Jacintha trabalhou no King Edward VII Hospital por mais de quatro anos, era uma enfermeira excelente, respeitada e popular entre seus colegas. Confirmamos que recentemente ela foi vítima de um trote ao hospital. O King Edward VII estava apoiando-a nesse momento difícil.”

Dois dias antes, uma rádio australiana ligou para o hospital, com dois apresentadores se passando pela rainha Elizabeth II e o príncipe Charles. Uma enfermeira caiu no trote da 2Day FM e informou que a duquesa de Cambridge estava melhor, já não vomitava, mas encontrava problemas para dormir. Jacintha só atendeu o telefone porque àquela hora, 5h30m, não havia recepcionista. No mesmo dia, o hospital descreveu o incidente como deplorável.

O príncipe William, marido de Kate teria ficado furioso com o trote. E a própria família real, que há anos se trata no hospital, teria reclamado com a direção pela quebra de segurança.

“Esta é uma violação chocante da segurança. A família real é cliente do hospital Edward VII por muitos e muitos anos e é inacreditável que uma pessoa qualquer possa ligar e obter detalhes sobre o estado de saúde da duquesa”, afirmou Dickie Arbiter, ex-secretário de imprensa da rainha Elizabeth II, afirmando que teria “explosões no palácio”.

De acordo com o “Daily Mail”, as circunstâncias nas quais a enfermeira foi encontrada indicam que ela teria cometido o suicídio. O duque e a duquesa de Cambridge emitiram um comunicado dizendo estar “profundamente consternado”.

Michael Christian, o apresentador que se identificou como o príncipe de Gales, pediu desculpas dias atrás, mas hoje mesmo tuitou: “Mais sobre o trote real às 19h30m.”

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s