Marina Elali grava “Duetos” em homenagem a Luiz Gonzaga

A cantora potiguar Marina Elali também resolveu, ao seu modo, homenagear Luiz Gonzaga. Motivada pelo laço de sangue que possui com a obra do Velho Lua, a neta do compositor pernambucano Zé Dantas – principal parceiro musical que Gonzagão –  reúne um time estelar de artistas nacionais para a gravação do DVD “Duetos”, nesta quinta-feira, no Chevrolet Hall, em Olinda (PE). A proposta é renovar a obra de Gonzaga e Dantas para hoje, e apresentá-la a um público mais jovem.

DivulgaçãoHoje em Olinda, Marina Elali reúne um naipe de convidados para sua homenagem a Gonzagão e Zé DantasHoje em Olinda, Marina Elali reúne um naipe de convidados para sua homenagem a Gonzagão e Zé Dantas

Os duetos de Marina Elali sugerem que as canções de Zé Dantas e Luiz Gonzaga receberão as mais diferentes versões. Pelo palco passarão Ivete Sangalo, Elba Ramalho, Spok Frevo Orquestra, Zezé di Camargo e Luciano, Geraldo Azevedo, Aviões do Forró, Waldonys, Tânia Mara, Quinteto Violado, Daniel Gonzaga, e até Chorão, vocalista da banda de rock/pop Charlie Brown Júnior. Segundo a cantora, a ideia é realmente dar arranjos modernos aos velhos clássicos, com a intenção de apresentá-los aos ouvintes mais jovens. “Quero reapresentar a obra de meu avô e  Luiz Gonzaga com um novo olhar, e fazer com que o Brasil inteiro alcance e cante a música deles”, disse.

PARCERIAS

Entre as músicas que fizeram parte da clássica combinação entre Zé Dantas e Luiz Gonzaga estão “O xote das meninas” (que Marina já havia regravado em inglês, no seu primeiro disco), “Sabiá”, “Vem morena”, “A volta da asa branca”, “O forró de Mané Vito”, “A dança da moda”, “”Riacho do navio”, “Vozes da seca”, “Cintura fina”, “Algodão”, “Paulo Afonso” e “A letra”. Marina Elali se firmou como cantora nacional a partir de 2005. Lançou dois discos em que apresenta seu pop romântico. Ela também já regravou “Sabiá”, de autoria de seu avô.

José Dantas Filho nasceu em 1921, no Sertão do Pajeú, Pernambuco. Já em idade adulta participou de programas na Rádio Jornal do Commercio, e desde então já demonstrava seu interesse e amplo conhecimento da cultura nordestina e sertaneja, tema favorito das canções que escrevia. No primeiro e encontro com Luiz Gonzaga, em Recife, ele apresentou timidamente suas composições. Gonzagão aprovou de cara e prometeu gravá-las. Na década de 50 ele se formou e foi morar no Rio de Janeiro. Foi nesse período que sua parceria com Gonzaga atingiu seu auge. Em 1959 foi lançado o clássico “Luiz Gonzaga Canta Seus Sucessos com Zé Dantas”. Três anos depois Zé Dantas faleceu, com apenas 41 anos, deixando uma vasta obra fundamental para o sucesso do Rei do Baião.

Serviço: Duetos com Marina Elali: Homenagem a Luiz Gonzaga e Zé Dantas. Quinta, no Chevrolet Hall, Olinda (PE). Informações: 4003-1212.

Adaptado:http://tribunadonorte.com.br/noticia/marina-elali-grava-duetos-em-homenagem-a-luiz-gonzaga/234347

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s