A misteriosa boneca Okiku

templo

Kikuko era uma menina de três anos de idade, que acabou adoecendo, em 1932. Seu irmão, durante uma visita a Sapporo, uma ilha localizada ao norte do Japão, viu uma boneca muito bonita e resolveu comprar para dar de presente a Kikuko.

A menina gostou tanto da boneca que não se separava mais dela, até que seu estado de saúde piorou e ela acabou morrendo, em 1933.

Lá, quando um corpo vai ser cremado, costuma-se queimar junto os objetos pessoais da pessoa, a família porém, acabou esquecendo de colocar a boneca junto ao corpo.

Okiku, nome dado a boneca de Kikuko, ficou no oratório, junto as cinzas da menina, onde a família e amigos faziam orações. A medida que o tempo passava, a família de Kikuko percebeu que os cabelos da boneca pareciam crescer.

Durante a guerra, na década de 40, todos acabaram indo morar no interior. A boneca ficou no templo Mannenji, aos cuidados do sacerdote, junto as cinzas da menina. Ao término da guerra, todos voltaram para cidade, porém ao irem ao templo pegar seus pertences, perceberam que os cabelos da boneca continuavam crescendo.

A boneca, por solicitação do irmão de Kikuko, continuou no templo, porém a história se espalhou com tanta rapidez que acabou chamando a atenção de pesquisadores, porém até o momento nenhuma explicação científica foi encontrada para o fenômeno.

3304239_f260

Atualmente o templo, localizado em Hokkaido, virou atração de turístas, que querem comprovar a transformação sofrida pela boneca.

Okiku-doll

Afirma-se que, além dos cabelos da boneca, que antes eram até os ombros e hoje estão pela cintura, os lábios que eram cerrados hoje estão “entreabertos e úmidos”, a boneca tem expressões vivas, parecendo olhar para as pessoas.

No japão acredita-se muito em “vida após a morte”, por isso acreditam que todo objeto pessoal da pessoa que morreu deve ser queimado, para que o espírito possa descansar em paz.

 

Adaptado de passossombrios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s