Há limites para o amor de uma mãe?

carro-na-estrada-e-luz-dos-farois-ef62d

Sabe aquelas histórias que você fica pensando, será que realmente é possível? pois, essa deve ser uma delas.

Há uma história que circula por aí há muito tempo. Ela fala de um grave acidente que aconteceu próximo a uma estrada, em um barranco. Um carro, ao passar muito rápido perdeu o controle e despencou.

Pouco tempo após o acidente passava por ali um rapaz que andava bem devagar, ao ser parado por uma mulher, suja de sangue e com muitos ferimentos, lhe pedindo para ajudar seu filho, que estava dentro do carro e muito ferido.

O rapaz ao olhar para o barranco, avistando o carro, pegou uma corda, amarrou a uma árvore e desceu. Chegando lá ele avistou o menino, que estava muito ferido, porém ao seu lado, havia uma mulher inconsciente. Para surpresa do rapaz, era a mesma mulher que o havia atacado na rua, mesmo sem entender o que estava acontecendo, ele pegou o menino e levou até a estrada pra pedir socorro.

Ao chegar na estrada ele chamou uma ambulância, que logo veio ao resgate. O rapaz, preocupado, pediu para acompanhar o garoto ao hospital. Ao chegar no hospital e avistar o médico, resolveu perguntar sobre a mulher, explicando ao médico que a mãe do garoto o havia pedido que ajudasse seu filho. O médico, olhando para o rapaz disse: “impossível meu caro, não houve sobrevivente além do garoto. A mãe morreu na hora”.

Mesmo ouvindo isso, o rapaz nunca mais tirou aquilo da cabeça e, sempre se perguntava “será que é possível um amor de mãe sobreviver a morte?”.

 

Adaptado de theafraidl

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s