Estudante volta atrás e quer dar continuidade a leilão de sua virgindade

Depois de afirmar que estava arrependida de leiloar a virgindade para ajudar a pagar o tratamento da mãe, a estudante do segundo ano do ensino médio, Rebeca Bernardo Ribeiro, de 18 anos, voltou atrás e agora diz que está disposta a dar continuidade ao leilão.

Em entrevista ao programa “Balanço Geral”, da Record Bahia, a jovem afirmou que já recebeu algumas propostas financeiras. “Já me ofereceram R$ 5 mil, R$ 10 mil e até R$ 5 milhões”, disse ela, afirmando que a população da pequena cidade de Sapeaçu (a 155 km de Salvador), no Recôncavo baiano, parou de agredi-la verbalmente por conta do vídeo em que aparece comercializando sua virgindade.

Rebeca mora com a mãe, que sofre em decorrência de um segundo derrame, em uma casa humilde e diz que não tem quem possa ajudá-la a cuidar da mãe.

A jovem gravou o vídeo na casa de um amigo. Rebeca conta que desde que o vídeo foi parar na internet perdeu o sossego. Agora por onde passa, os olhares seguem Rebeca. Ela diz que perdeu as amigas e não vai mais à escola. Rebeca chegou a excluir o vídeo, mas não adiantou. “Fizeram cópias. Minha mãe é evangélica e eu deixei de freqüentar a igreja há três anos, mas fui educada de uma forma e não quero que as pessoas me vejam com má reputação”, lamenta.

 

De família humilde, a estudante mora com a mãe numa pequena casa. O pai morreu há três anos. A mãe sustenta a casa com o dinheiro da aposentadoria, um salário mínimo. Mesmo com as dificuldades, a garota conta que leva uma vida tranqüila. Gosta de música sertaneja e vai a festas, mas sai pouco de casa. Ela diz que só teve cinco namorados. “Não duraram muito porque quando completava três meses, eles queriam mais.

Na cidade não se fala em outra coisa. “Nunca imaginei que ela faria isso. Não vou poder andar com ela porque preciso me preservar”, disse Raquel Bastos Alves, amiga da estudante. William Mendes, outro colega de Rebeca, disse que ela não pensou nas conseqüências. “Ela quis imitar a modelo. Mas entendo, é uma menina só e que sofre em casa”, disse. Mairini da Silva Sousa, de 16 anos, também é contra. “Ela não tem noção do que fez”, opinou.

Os vizinhos reprovaram a atitude da jovem. “Tenho uma filha e jamais deixaria ela fazer isso”, disse a dona de casa Nilda Santana da Conceição. O vendedor autônomo, Renildo de Jesus, ressaltou que o fato é inédito na cidade. “Nessa cidade acontece é coisa. Perder a virgindade só depois de casar”, assegurou.

LANCE DE R$ 0,15 – Pelas redes sociais os interessados já dão os lances. Um rapaz ofereceu R$ 300. Outro pagaria R$ 0,15 e ainda pediu o troco. “Levei como uma brincadeira, uma piada”, reagiu a estudante. Por onde passa Rebeca recebe propostas.

REPERCUSSÃO – No vídeo, com o título “A Virgem Sapeaçuense”, Rebeca diz ser uma jovem que ‘pula todos padrões da sociedade, que toma as próprias decisões e passar por cima de tudo que a sociedade acha convencional’. “As circunstâncias pedem que eu negocie minha virgindade, que pra mim vai ser um negócio. Não tenho fantasias, quem der mais leva”.

Fonte:http://www.curtetudo.com/2012/11/estudante-volta-atras-e-quer-dar.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s